8 de outubro de 2009

Canção da Vida Perdida


Acorda para a vida senão é tarde demais
Andas enganado com o que te querem vender
Tu vives de menos e trabalhas demais
Um dia vais ver deitaste tudo a perder
Quem agora te avisa já sabe como é
Passou pela vida com os olhos abertos
Viu muitos caírem sem regresso possível
São os parvos da vida armados em espertos

Tens tudo a ganhar e nada a perder
Basta para isso que tu saibas rever
Rever os dias que passas a correr
Sem olhares para aqueles que te vêem morrer
Deixa-te disso aprende a viver
Quem tudo quer ter tudo deita a perder

Sei bem o que pensas neste momento da vida
Ainda gozas com tudo aquilo que digo
Mas um dia mais tarde com a vida perdida
Vais ver que eu estava a ser teu amigo
A pena que tenho é que depois vais ver
Que tudo o que te disse e que não fazia sentido
É a verdade mais crua
E que te sentes perdido

3 comentários:

  1. Quase todos, numa determinada fase da vida, insistimos em fazer orelhas moucas às palavras que na altura pensamos parvas mas no fundo são sábias!

    ResponderEliminar
  2. Grande Eduardo, isso sim! A verdade.

    Já o meu avô dizia; nunca sirvas a quem serviu e nunca peças a quem pediu.
    Também dizia, viver não custa, o que custa é saber viver e saber ouvir!

    Grandes verdades Eduardo!

    ResponderEliminar