31 de janeiro de 2010

Ah garanhão !

Segundo a imprensa cor-de-rosa, o 1º Ministro Português, Engº José Sócrates, está imparável na arte do engate. Despachada que está a Fernanda Câncio, em dois dias seguidos foram-lhe atribuídas mais duas conquistas. Primeiro com Maria Célia Tavares, ex do cantor José Cid, e logo depois com Guta Moura Guedes.
Eu não me admiro nada que seja verdade, então um "gajo" que anda há mais de 4 anos a "fecundar" 10 milhões de Portugueses todos os dias, não era agora capaz de despachar duas quarentonas em meia dúzia de dias ?

Claro que era pá !

Ou então, isto é tudo uma campanha de marketing pré-preparada para algumas novidades que estejam para aí a chegar acerca do caso Casa Pia e seja necessário passar a imagem que ele afinal até gosta de "gajas".

28 de janeiro de 2010

Louvor em 4 dias !

Em quase 20 anos de vida profissional, orgulho-me bastante de terem sido várias as ocasiões em que o meu trabalho foi alvo, por parte dos meus superiores hierárquicos, de rasgados elogios e em que as palavras que me dirigiram fora elogiosas e motivadoras.
No entanto, senti-me pequeno, diria até incompetente, quando comparado com a Dra.Paula Alexandre Cunha Coelho Ferreira, secretária, ou melhor, ex-secretária do digníssimo 1º Ministro de Portugal Engº José Sócrates.
A esta Sra. bastaram-lhe 4 dias, 4 míseros dias para ter direito a louvor em despacho(s) próprio(s) no Diário da Republica (Despacho n.º 26370/2009 e Despacho n.º 26371/2009)

26 de janeiro de 2010

Contentores na Trafaria, jamais !

A APL (Administração do Porto de Lisboa) manifestou a intenção de construir um Terminal de Contentores na Trafaria (Margem sul do Tejo, freguesia de Almada com frente ribeirinha e marítima), junto das já existentes instalações de silos da Silopor. Este terminal, segundo a APL, teria uma extensão de cais de 1.000 metros e uma área de 630.000 m2 de parqueamento de contentores e plataforma logística, permitindo que se movimentassem por ano um milhão de contentores.
Tal intenção é totalmente contrária à estratégia, já há muito apresentada pela Câmara Municipal de Almada (CMA), que visa sobretudo a redução de instalações industriais na zona da Trafaria, requalificação urbana e a valorização ambiental, que incentive actividades que promovam o emprego e de elevado potencial económico, como são o turismo, pesca, recreio e lazer e aproveite de forma sustentável as áreas de elevado valor patrimonial que a Trafaria tem, nomeadamente os seus recursos naturais e paisagísticos.
Que a APL pretenda criar o Terminal e respectiva paltaforma logística, não me surpreende e até entendo que são obras necessárias.
O que já não consigo entender é que essas obras venham a ser feitas na zona da Trafaria, porque não é preciso pensar-se muito para encontrar questões básicas que desaconselham de todo tal decisão.
Para quem não conheça a região, deixo aqui a informação que a freguesia da Trafaria é, por ventura, a mais remota freguesia do concelho de Almada, é uma pequena e bonita vila piscatória que se encontra, em termos geográficos, "entalada" entre o Tejo e o serro que sobe até à zona do Monte de Caparica. Precisamente por ser uma zona de geografia acidentada, é também uma das mais mal servidas freguesias Almadenses ao nível rodoviário e de transportes (apenas servida pelos autocarros para Almada e Costa de Caparica e os barcos para Belém).
Perante tal cenário, gostaria de saber se a APL terá feito o "trabalho de casa" para aquilatar bem do enorme erro que seria criar uma estrutura da dimensão pretendida, numa zona onde o escoamento dos contentores e suas respectivas matérias se torna quase impossível, dada a ausência de estradas adequadas para esse obejctivo e, por exemplo, inexistência de comboio, que é por excelência o meio de transporte mais adequado para o correcto funcionamento duma plataforma logística.
Enfim, espero que impere o bom senso, e que a moção de rejeição a este projecto que a Assembeleia Municipal de Almada já emitiu, seja devidamente analisada pelo governo, para evitarmos mais um erro crasso, que em nada abonará ao desenvolvimento sustentado do país, e que pior que isso será mais um enorme desperdício de verbas, para além de constituir também, um verdadeiro atentado ambiental á zona da Trafaria, já de si tão castigada pelos malfadados silos que lá foram construídos há uns anos atrás.
Parafraseando um conhecido ex-ministro, eu diria :
- Contentores na Trafaria, "jamais" !

25 de janeiro de 2010

Parabéns Eusébio.


O melhor jogador de futebol que Portugal conheceu, faz hoje 68 anos. Quero deixar-lhe aqui os meus sinceros parabéns, e um muito obrigado por todas as alegrias que deu aos Portugueses em geral e ao povo Benfiquista em particular.

Bem hajas Eusébio.

22 de janeiro de 2010

Meninas, prefiram homens com barriguinha.

A Dra. Carla Moura (psicóloga Brasileira), efectuou um estudo muito interessante e que quero aqui partilhar convosco, em especial com as meninas. Leiam bem e depois escolham ainda melhor.

NAMORE / PREFIRA UM BARRIGUDINHO ... ...
(palavras de uma psicóloga experiente)

Tenho um conselho valioso para dar aqui: se acabaste de conhecer um rapaz, estiveste com ele algumas vezes e já estás começando a imaginar o dia do teu casamento e o nome dos teus filhos, pára agora e escuta-me! Na próxima vez que o encontrares, tenta disfarçadamente descobrir como é a barriga dele.

Se for musculosa, torneada, estilo atleta, foge! Começa a correr agora e só pares quando estiveres a uma distância segura. É péssima, vai por mim.

Homem bom de verdade precisa, obrigatoriamente, de ostentar uma barriguinha de cervejoca. Se não, não presta. Estou-me referindo àqueles que, por não colocarem a beleza física acima de tudo (como fazem os malditos metrossexuais), acabaram cultivando uma pancinha adorável. Esses, sim, são pra manter por perto. E eu digo porquê.

Nunca verás um homem barrigudinho tirar a camisa dentro de uma discoteca e dançar como um idiota, em cima do balcão. Se fizer isso, é para ter graça e provavelmente será engraçado, mesmo. E os atletas? Farão isso esperando que todas as mulheres do recinto caiam de amores - e eu tenho dó das que caem.
Quando se sentam num bar, numa tarde de calor, adivinha o que os pançudos pedem pra beber? Cerveja! Ou coca-cola, tudo bem também. Mas nunca os verás pedindo sumos, nestea ou Diet Coke. Ou, pior ainda, um copo com gelo, para beber a mistura patética de vodka que trouxe de casa.

E não serás informada sobre quantas calorias tem um copo de cerveja, porque eles não sabem e nem se importam com essa informação. E no quesito comida, os homens com barriguinha também não deixam dúvidas.

Nunca irás ouvir um "ah, amor, bife é gostoso, mas podias provar uma `McSalad? com água de coco. Nunca! Esses homens entendem que, se eles não estão em forma perfeita o tempo todo, tu também não precisas de estar. Mais uma vez, repito: não é para chegar ao exagero total e mamar leite condensado na lata todos os dia! Mas uma gordurinha aqui e ali não matará um relacionamento. Se ele souber cozinhar, então, bingo! Encontraste a sorte grande, amiga. Ele vai fazer para ti todas as delícias que sabe, e nunca torcerá o nariz quando repetires o prato. Pelo contrário, ficará feliz.

Outra coisa fundamental:

Homens barrigudinhos são confortáveis!

Experimenta pegar na tábua de passar roupa e deitar-te em cima dela. Pois essa é a sensação de se deitar no peito de um musculoso. Terrível!

Gostoso mesmo é encaixares-te no ombro de um fofinho, isso que é conforto. E na hora de dormir em conchinha, então? Parece que a barriga se encaixa perfeitamente na nossa lombar, e fica sensacional.

Homens com barriga não são convencidos, nem prepotentes, nem donos do mundo.

Eles sabem conquistar as mulheres por maneiras que excedem a barreira do físico. E eles aprenderam a conversar, a ser bem humorados, a usar o olhar e o sorriso para conquistar. É por isso que eu digo que homens com barriguinha sabem fazer uma mulher feliz.

CARLA MOURA
PSICÓLOGA, ESPECIALISTA EM SEXOLOGIA

O Dia Internacional da BARRIGA - Está a chegar

Você, homem, quem está cansado de lutar contra a balança, que se vê "espelho" e vê aquela barriguinha e inveja o vizinho que gosta de andar despido mostrando o abdómen bem definido etc... não fique triste.
Lembre-se que o "palhaço" ficou horas no ginásio, lembre-se de quantas cervejocas ele evitou, guloseimas nem pensar, e tudo isto para quê?
P'ra ficar na frente do espelho achando-se bonitão?

P.S.:
E mandamos um recado para os "musculado gostosões":
Enquanto treina, a tua namorada está tomando cerveja num motel, com um barrigudo!

20 de janeiro de 2010

Primeiro ano de Obama

Faz hoje um ano que Obama foi eleito Presidente dos EUA.
Preferia ter começado este post escrevendo, “Comemora-se hoje o primeiro ano de presidência Obama”.
Mas o verbo comemorar está, inevitavelmente, relacionado com festividade, com alegria, com jubilo, e a verdade, a triste verdade, é que até ver, nada ou praticamente nada do que Obama fez neste seu primeiro ano de mandato me levou a usar o verbo comemorar.
Obama surge como Presidente dos EUA num dos momentos mais conturbados, talvez mesmo o mais conturbado da história da humanidade desde a 2ª Guerra Mundial.
Nesse contexto, a opinião generalizada era de que ele, Obama, poderia ser um verdadeiro salvador, não da pátria, mas das pátrias duma maneira geral.
Convenhamos que essa era uma fasquia irreal, que ele próprio jamais se propôs alcançar. Foi o desespero geral que lhe colocou esse peso nos ombros.
No entanto, houve inúmeros assuntos que durante este ano poderiam e deveriam ter sido resolvidos pela Administração Obama e que, a meu ver, não só não conheceram evolução, como, nalguns casos, foi notório o seu retrocesso.

Vejamos :

- Situação no Iraque. Está melhor ?
- Situação no Afeganistão. Está melhor ?
- Conflito Israelo-árabe. Está melhor ?
- Conflito China-Tibete. Está melhor ?
- Crise ambiental. Está melhor ? (aqui foi vergonhoso o posicionamento Americano em Copenhaga).
- Crise económica interna dos EUA. Está melhor ?

É, a meu ver, preocupante a prestação, até ao momento, da Administração Obama nestas matérias. Bem sei que são “dossiers” sensíveis, que um ano é um curto espaço de tempo, mas não é menos verdade que as soluções urgem, e que a influência dos EUA no mundo (ainda) é enorme.
Para o bem geral, oxalá para o ano possa escrever um post começado por :

“Comemoram-se hoje os primeiros 2 anos de presidência Obama”.

19 de janeiro de 2010

Recuperação económica ... é miragem !


Posto GNR Armação de Pêra vigiado pela Prosegur.

O Ministério de Administração Interna deste Governo manda instalar sistemas de segurança de empresas privadas para proteger instalações de forças policiais !!!...
E nós a pagar a triplicar, ou seja já pagamos aos polícias para ser,... polícias + os seguranças,....
Até parece um ' apanhado ' , mas não é !
Isto passa-se em Portugal, não numa República das Bananas ... mas na República dos Bananas!

NOTA:
Acto 1. Quando o Posto for alvo de intrusão, a Prosegur liga para GNR a comunicar a ocorrência: Allô!?? É da GNR ? Sim! (respondem do outro lado da linha);
Acto 2. É só para informar que o vosso posta está a ser assaltado.
Acto 3. Ah, muito obrigado, respondem do Posto GNR. O agente que atendeu o telefonema da Prosegur vai informar: Meu comandante, recebemos um telefonema da Prosegur a dizer que o n/ posto está a ser assaltado.
Acto 4. Resposta do Comandante: Nosso Cabo, levante-se e vá ver o que se passa,... se for necessário chame os tipo da Prosegur
Acto 5. E nós contribuintes a pagar esta vergonha,...pelos vistos é prática corrente

17 de janeiro de 2010

Triste candidatura Alegre.

Triste candidatura Alegre a Belém.

Triste, porque afinal, para Manuel Alegre, já não é preciso alargar a cidadania e já lhe parece que afinal a sua candidatura pode e dever partir do directório dum partido político, no caso o (de novo) seu PS.

Triste, porque afinal, agora a senhora da pastelaria, o míudo do talho, ou até mesmo a moeda que atirou ao ar em 2006, o fizeram mudar dum irredutível “nim”, para um claro sim.

Triste, porque afinal, passados tantos anos a lutar pela liberdade, a mesma já não o move como dantes e prefere andar de mãos dadas com o medo, revê-se nos esbirros do Santo Ofício ou até mesmo nos bufos da PIDE.

E assim cai a máscara do poeta Alegre, tristemente, diga-se. A mim, no entanto, Alegra-me que mais uma vez, um dos fundadores do PS me venha dar, de novo, razão ao que sempre tenho afirmado sobre os "produtos" do Largo do Rato.
Foi, é e continuará a ser o partido dos oportunistas políticos, que não conhecem o termo “matriz ideológica”, e que conduziram, mais que quaisquer outros, Portugal ao seu estado actual.

14 de janeiro de 2010

Martin Luther King

Caso fosse vivo, Martin Luther King faria esta 6ª feira 81 anos (nasceu em Atlanta a 15 de Janeiro de 1929).
Com apenas 19 anos de idade, Luther King tornou-se pastor baptista, tendo-se depois formado em Teologia.
Durante os seus estudos aprofundou conhecimentos na área da filosofia de protesto não violento, inspirado nas ideias de Gandhi.
Foi em 1955 que as suas históricas acções de protesto tiveram início, através dum boicote aos transportes da cidade de Montgomery, com o intuito de acabar com a discriminação existente até então com os passageiros negros. Luther King, na altura, presidente da Associação de Melhoramento de Montgomery, organizou o movimento, que durou um ano. Durante esse período, Luther King viu a sua casa ser bombardeada, o que o motivou a dar início à luta pelos direitos civis nos Estados Unidos.
Em 1957 Luther King foi um dos fundadores da Conferência da Liderança Cristã no Sul (SCLC), uma organização de igrejas e sacerdotes negros. Luther King tornou-se o líder da organização, que tinha como objectivo acabar com as leis de segregação por meio de manifestações e boicotes pacíficos.
Em 1959, viaja para a Índia com o objectivo de estudar e aprofundar ainda mais os seus conhecimentos sobre as formas de protesto pacífico de Gandhi.
No início da década de 1960, King liderou uma série de protestos em diversas cidades norte-americanas, tendo organizado manifestações para protestar contra a segregação racial em hotéis, restaurantes e outros lugares públicos. Durante uma manifestação, King foi preso, tendo sido acusado de causar desordem pública.
Em 1963 liderou um movimento massivo, "A Marcha para Washington", pelos direitos civis no Alabama, onde reuniu mais de 200.000 pessoas que se manifestaram em prol dos direitos civis de todos os cidadãos dos Estados Unidos.
A não-violência tornou-se a sua maneira de demonstrar resistência. Foi novamente preso diversas vezes. Nesse mesmo ano liderou a histórica passeata em Washington onde proferiu o seu famoso discurso "I have a dream".
Em 1964 foi premiado com o Nobel da Paz.
Os movimentos continuaram, em 1965 ele liderou uma nova marcha. Uma das consequências dessa marcha foi a aprovação da Lei dos Direitos de Voto de 1965 que abolia o uso de exames que visavam impedir a população negra de votar.
A 4 de Abril de 1968 King foi baleado e morto em Memphis, Tenessee, por um branco que foi preso e condenado a 99 anos de prisão.
Em 1983, a terceira segunda-feira do mês de Janeiro foi decretada feriado nacional em homenagem ao aniversário de Martin Luther King.
Morreu o homem, mas a sua história continua bem viva e presente, bem como a sua obra, que ajudou a termos um Mundo melhor.

12 de janeiro de 2010

Obra Prima

Sou um leitor ávido, não tanto quanto o gostaria de ser, porque o tempo consumido com afazeres profissionais, bem como o tempo que considero indispensável alocar à família não me permitem ler todos os livros que gostava de ler.
Ainda assim, já tive o privilégio de ler excelentes obras, que me marcaram profunda e definitivamente.
Já li best-seller (ou bestas-céleres como O’Neill caracterizava boa parte dessas obras escritas ao estilo “fast-food”), já li clássicos, já li livros que praticamente ninguém leu, enfim, acho que já vou tendo uma boa base de leitura e que me habilita à categoria de leitor acima do razoável.
O que ainda nunca me tinha acontecido, até agora, foi ler um livro que à medida que nele avançava ia ficando completamente claro no meu espírito que fazia parte dum grupo restrito de pessoas que estaria a ler em 1ª mão algo que, não sei quando, nem sei se estarei vivo quando isso acontecer, virá a ser considerado como uma obra-prima literária.
Quem me conhece sabe que não sou dado a elogios baratos, que sou exigente e que não me dou bem com a mediocridade.
Quando sou convidado a pronunciar-me sobre algo, seja em termos profissionais, seja na vida privada, seja nas amizades, sou muito exigente, e quando o objecto da análise se situa na minha esfera familiar ou de amizades esse meu grau de exigência tende a aumentar muito mais.
Serve isto para esclarecer que, apesar de ter pelo autor da obra-prima que acabei de ler, uma profunda e já longa amizade, que nos une em metade do tempo das nossas vidas, isso não me tolda a análise e só enaltece o elogio, merecido, que aqui me apresto a fazer-lhe.
Sem mais delongas, refiro-me à última obra do escritor Rui Herbon intitulada “O romper das ondas”.
Este é um dos livros … melhor, este é “o livro”, que mais impacto provocou na minha vida enquanto leitor. No entanto, e pela primeira vez na vida, vi-me incapaz de assumir o papel de leitor neste livro, porque a forma brilhante como o Rui arquitectou e desenvolveu este livro levou-me a fazer parte da história de uma forma em que nunca consegui, de princípio a fim, vestir a pele de leitor. A verdade é que, apesar de não conseguir vestir essa pele de leitor, também, jamais me senti um personagem daquela trama, não sei bem o que seria, senti-me como que um alter-ego que pairava sobre a história à medida que esta avançava.
É também uma obra em que o ritmo não obedece aos cânones literários normais, os seus avanços e recuos e saltos onde não é possível situarmo-nos com precisão em termos temporais, tornam ainda mais fascinante o exercício de, não ler, mas fazer parte da história, enquanto entidade não identificável.
Resumindo, e repetindo-me, nunca como neste livro, tive a certeza de estar perante uma obra-prima.
Obrigado Rui, pela obra, pelo valor acrescentado à cultura Portuguesa, e pelo prazer imenso que é ler-te e reler-te.

Um abraço amigo
Eduardo Miguel Pereira.

11 de janeiro de 2010

Porque hoje é 2ª feira ...


Porque hoje é 2ª feira e não me apetece falar de coisas sérias ... deu-me para a brincadeira !

Já subi e desci a Escada
Dei um pulo ao Abirritante
Li os comentários da Fada
É tudo gente interessante

Nunca falho o Foguetório
Nem o Armazém da Benjamina
Há por lá falatório
Que agrada ao menino e à menina

No Iluminatus me ilumino
Com conteúdos de qualidade
Com a Manuela já domino
A questão da Sustentabilidade

Para ler a poesia
Pela qual nutro apreço
Faz parte do meu dia
Visitar o Direito e Avesso

Deixo aqui estes versos
Que carinhosamente escrevi
Para estes amigos dispersos
Se reunirem no Chegateaqui

8 de janeiro de 2010

Blog - As Minhas Leituras.

Por norma não costumo deixar aqui link's para outros blogues, no entanto, hoje abrirei excepção para poder partilhar convosco a excelência dum post sobre cultura/língua/ensino do Blog "As minhas leituras".

Aliás, justiça seja feita, a excelência é geral neste blog e não apenas deste post em concreto.

7 de janeiro de 2010

Será pedir muito ?

Há uns tempos atrás fomos "presenteados" com mais esta maravilhosa notícia, onde ficou demonstrado que a noção de redução da despesa pública, por parte do actual Governo PS, é algo distorcida.
Isto, claro está, para não me socorrer da verdade "La Palisseana" de que são é uns grandessíssimos aldrabões.
video

Deixando as ofensas de parte, nada descabidas tendo em conta os visados, foquemo-nos naquilo que me parece verdadeiramente relevante.

Partamos do princípio que a compra de novas viaturas era efectivamente necessária. Partamos do princípio que os nosso governantes necessitam efectivamente de se fazer deslocar em viaturas "topo de gama". Partamos até do princípio que alguns deles, pelos vistos, precisam de mais que uma destas viaturas "topo de gama" para os seus afazeres.

Tendo tudo isto em conta, é uma pena que os nossos governantes não tenham dado pelo menos uma pequenina demonstração de inteligência política e de capacidade e visão estratégica. Podiam e deviam tê-lo feito, comprando de facto viaturas "topo de gama" mas de marca Volkswagen, o que seguramente teria caído bem junto daqueles que representam mais de 3% do PIB Nacional. Refiro-me, obviamente, à Autoeuropa, que já esteve inclusivé perto de fechar portas o que significaria uma verdadeira calamidade nacional.

Será pedir muito, exigir que esta gente fosse pelo menos capaz de pensar nestas questões, antes de tomarem as disparatadas medidas que tomam ?

(vou fazer figura de parvo e acreditar que não receberam luvas do importador da BMW para Portugal).

Um governo em condições teria ido ainda mais longe e já teria assinado um protocolo com a Autoeuropa para que a maioria, ou até mesmo a totalidade, da frota nacional de viaturas estatais fosse comprada ao grupo Volkswagen.

Dessa forma estariam a contribuir de forma clara e inequívoca para a captação/manutenção de investimentos externos em território nacional, e a contribuir directamente para a diminuição do desemprego.

6 de janeiro de 2010

Muito bem feito.

É só seguir as instruções, usando a webcam ou uma foto vossa guardada no disco. Está muito bem feito !

http://en.tackfilm.se/?id=1262658602553RA

3 de janeiro de 2010

Manias

Respondendo ao desafio lançado pela Fada, deixo aqui 5 manias que me perseguem.

1-Só me monto na mota pelo lado esquerdo.
2-Todos os dias faço 5 minutos de meditação antes de me deitar.
3-Decoro matriculas de carros. Dos meus, da família, dos amigos, dos vizinhos ..., devo de ter uma base de dados (mental) de matriculas já com algumas centenas ! ele há malucos para tudo não há ?
4-Faço figas sempre que vejo um carro funerário vazio ... cheira-me que andam à procura de clientela !
Se levar "cliente" não me importa, agora vazio ... cruzes canhoto !
5-Na minhas secretária de trabalho a "papelada" tem de estar arrumada em esquadria com os lados e topos da secretária. Se estiverem assim "tortas" começa-me a dar cá uma "comichão" !!!

Pronto, depois disto podem marcar-me a consulta de psiquiatria e as sessões com o psicanalista.